Hoje eu fiz uma coisa muito inapropriada para uma mãe: fui a praia. E tão inapropriada e desobediente, levei meu filho comigo. Hoje passamos batido pelo parquinho e tomamos sol na areia. Coloquei meus pés no mar, estava frio, e abaixei o neném até que ele também encostaste os pezinhos na água fria, ele precisava de batismo. Chamei Deus. Deus te batize Miguel.

Depois fiz outra coisa tão inapropriada! Fui a piscina e nadei sozinha. Idas e voltas na piscina e Miguel no carrinho, ao sol, que não é para os bebês. Meu Deus, hoje eu fui a praia, nadei na piscina e ainda pior o que estava por vir.

Escrevi um texto ali mesmo, destes que a gente escreve na cabeça e fala umas palavrinhas para não esquecer e que nunca vai parar no papel. E eu fiquei tão feliz de escrever que achei o texto muito bonito.

E ainda comi doce de leite no pão.