O professor passava o passo. Todos com seus pares, menos a velha, que sentada. Começou o bolero e ela ria e cantava, qualquer coisa de primavera. Todos dançavam, menos a velha, mas era ela que sabia de corte liso.